O e-commerce cresceu no Brasil durante a pandemia. Este é um fato. Assim como também é um fato o expressivo crescimento do comércio eletrônico durante a Black Friday neste último ano. O volume movimentado na data pelo comércio eletrônico foi de R$ 4,02 bilhões. Em comparação a 2019, foram mais 25,1% em comparação. Assim, vemos um acréscimo considerável, uma vez que a alta de 2018 para 2019 foi de 23,6%.

Mas seria apenas a pandemia o motivo desses números? Certamente, as restrições impostas à circulação de pessoas e o fechamento do comércio resultantes da COVID-19 foram fatores importantes. Contudo, o mercado digital brasileiro tem passado por um processo de amadurecimento animador nas últimas duas décadas. Claramente, este é um outro fator que não pode ser menosprezado. Nesse sentido, o brasileiro tem tomado gosto pelo comércio eletrônico, especialmente durante a Black Friday.

Certamente, trabalhar apenas com audiências e dados demográficos não é mais suficiente para sair na frente da concorrência. Assim, o momento do consumidor se tornou importante. Com toda a certeza, essa pessoa passa por diferentes estados de humor ao longo de um mesmo dia. Consequentemente, suas necessidades mudam em diferentes momentos.

Inegavelmente, o marketing de afiliados assume posição central no funil de vendas nesse contexto. Sobretudo, pela sofisticação de suas estratégias. Em resumo, elas levam à criação de programas que impactam perfeitamente o consumidor em sua jornada de compras. desde a pesquisa até a consideração. Assim, marcas e veículos se beneficiam.

A seguir, descrevemos alguns pontos para que os afiliados aproveitem a Black Friday do melhor modo possível:

KPIs – o marketing de afiliado importa!

Claramente, a Black Friday não se trata apenas de vender o máximo possível. Com toda certeza, é uma ocasião para adquirir clientes. A princípio, se o planejamento de marketing de afiliados começar apenas na parte inferior do funil, oportunidades serão perdidas.

Por exemplo, os anunciantes do Rakuten Advertising International Collective (RAIC) utilizam tecnologia de comissionamento dinâmico para alinhar seu programa de afiliados com seus KPIs. Desse modo, comissionam de forma diferente, com base nos clientes novos e existentes. Consequentemente, eles otimizam as campanhas mais eficientemente.

Naturalmente, não seria pertinente que o marketing de afiliados ajudasse em todos os KPIs definidos pela empresa. Mas é necessário que uma corporação entenda seus principais objetivos comerciais, para determinar onde as estratégias de afiliados podem ajudar mais.

Dados primários

O marketing de afiliados permite o compartilhamento transparente de dados primários. Desse modo, a troca dessas informações leva uma segmentação de público mais precisa. Além disso, no ambiente mobile, o uso de tracking-in app ajuda a conseguir dados assertivos e a e fortalecer o relacionamento com os afiliados.

Alinhamento de estratégia

Em uma estratégia voltada para a Black Friday, o marketing de afiliados pode render frutos nos meses anteriores à data. De fato, ele auxiliar alcançar valor máximo em um relacionamento de longo prazo entre marca e consumidor. Inegavelmente, obter esse tipo de ligação com o cliente ajuda a marca a obter mais conversões.

É verdade que a Black Friday atrai muitos consumidores pela oferta de produtos com preços menores. Mas há outras opções de além de oferecer descontos. Entre elas estão frete grátis, brindes e preferência em filas de espera para novos produtos. Todas essas modalidades podem ser trabalhadas nos meses anteriores e posteriores à Black Friday.

Estas e outras dicas para sobre o marketing de afiliados estão detalhadas no guia 5 Passos para ter um Programa de Afiliados de Sucesso.