Enquanto uma abertura completa do varejo ainda é incerta, em especial no Brasil, onde pico de contágio por COVID-19 acontece neste momento no país, as compras online ganham cada vez mais força, o que demonstra ainda mais a relevância do uso de uma estratégia de marketing de afiliados diante da crise.

 

Desde o início da quarentena mundial temos feito um monitoramento semanal de todas as nossas redes pelo mundo com o objetivo de entender os comportamentos de compras on-line em mercados em diferentes estágios. O que observamos foi um significativo aumento no número de cliques e pedidos em todas as nossas redes.

 

No início de maio, por exemplo, os pedidos no Brasil que sofreram variações bastante importantes com picos em março, início da quarentena no país, foram impulsionados pelo Dia das Mães.

 

Já na região da Ásia e do Pacífico, desde o início de fevereiro notamos uma crescente e um crescimento de mais de 25% nos cliques. Tanto a França quanto a Alemanha que já começaram a retomar a vida ao normal, o número de cliques continua aumentando, o que mostra que as pessoas ainda estão pesquisando bastante antes de comprar.

 

Nos EUA, o país com o maior número de infectados, o crescimento é de 30% tanto nos cliques como em pedidos a partir de fevereiro. Enquanto o Reino Unido registrou um aumento de 30% nos cliques e 54% nos pedidos desde o começo da pandemia.

 

Recuperação dos países de fora

 

Enquanto no Brasil, a diminuição dos casos de COVID-19 ainda parece estar longe de acontecer, alguns países da Europa já começam a reabrir o comércio e ensaiam uma recuperação da economia e mantem um crescimento de vendas on-line.

 

Os resultados do nosso monitoramento apontam como os hábitos de compras on-line evoluíram à medida que os compradores de todo o mundo foram se adaptando à nova realidade.

 

A categoria que mais cresceu em todo o mundo foi a de vestuário com os pedidos crescendo 40% na região da Ásia e Pacífico em abril. Além disso, foi a categoria mais popular em termos de compartilhamento de pedidos na França, Alemanha e Reino Unido, em maio.

 

Apesar dos números, a realidade é que muitas empresas tiveram que adaptar suas estratégias gerais de marketing digital que agora contam com orçamentos reduzidos.

 

DICAS PARA SOBREVIVER NA CRISE

Reunimos as melhores dicas dos nossos especialistas, em todo mundo, sobre as melhores estratégias a serem adotadas quando é necessário reduzir custos em marketing de afiliados.

 

Considere todas as opções

 

Trabalhe em conjunto com a equipe da Rakuten Advertising na sua região para determinar quais opções estão disponíveis com um orçamento reduzido para investimento em estratégias de marketing de afiliados, assim você consegue determinar como pode tirar o máximo de proveito desses recursos limitados. Depois de decidir sobre qual caminho seguir, comunique essas alterações aos publishers sobre quando essas otimizações do programa entrarão em vigor, para que todos estejam na mesma página.

 

Ajuste sua estratégia de comissionamento

Aproveite a ferramenta de comissionamento dinâmico da Rakuten Advertising para promover as vendas de produtos que podem ser mais populares no momento, como roupas de ginástica, por exemplo. Impulsione as taxas de comissão para ajudar a gerar demanda durante os períodos de pico, mas economize gastos durante os períodos de folga. Isso ajudará você a fortalecer seu relacionamento com os principais publishers.

 

Tente mudar os anúncios para datas futuras

Uma das realidades do mundo do marketing de afiliados é que veiculações muitas vezes são agendadas com meses de antecedência. Nossas equipes recomendam que, se você fez isso e de repente se vê limitado por restrições de orçamento ou pelo fato de não estar fazendo envios no momento, trabalhe com seu publisher para modificar a estratégia para quando os negócios retornarem ao normal. Isso permitirá preservar o relacionamento com o publisher e garantir que você esteja melhor posicionado para acelerar seu marketing assim que os negócios forem retomados.

 

Devolva

A parceria com publishers que usam comissões para combater o COVID-19 pode ajudar bastante a criar uma impressão duradoura com os compradores. Considere fazer uma parceria com esses editores para mostrar aos consumidores que você está comprometido em fazer sua parte como empresa para ajudar a achatar a curva de contágio e que está disposto a investir seu dinheiro nisso

 

Saiba mais no nosso Resource Center: Varejo, consumidores e COVID-19