Texto traduzido e adaptado do original Performance Marketing trends and predictions for 2021

Com o fechamento total no primeiro semestre e a posterior abertura parcial do comércio físico em 2020, devido à pandemia de Covid-19, o setor do marketing de performance ajudou as marcas a engajarem os consumidores que passaram a comprar online pela primeira vez, por meio de mensagens publicitárias personalizadas e direcionadas, a partir de inteligência e tecnologia de tracking. Para 2021, o desafio será o de compensar a baixa de vendas. Para ajudar as marcas a alcançarem este feito, pedimos ao nosso time de especialistas que reunissem as melhores dicas e recomendassem o que será tendência no ano que vem.

“Em 2021, as empresas precisam se concentrar na construção da fidelidade à marca. Desde o início da pandemia, os consumidores têm feito compras online mais do que nunca. Buscar esta fidelização entre os novos clientes será fundamental para as equipes de marketing”, explica Luiz Tanisho, country manager Brasil e VP da operação global da Rakuten Advertising.

Entre as mudanças observadas em 2020, está o fato de que os consumidores procuraram as organizações para assumir a responsabilidade pelos desafios da sociedade. “Em 2021, esta tendência deverá se manter e uma boa forma de fazer isto é deixando claro quais são os valores da marca, o que oferece às pessoas a oportunidade de se conectarem às empresas por empatia ao discurso que elas apresentam”, complementa Tanisho.

Com o avanço da segunda onda de Covid-19 no país, o varejo físico corre o risco de ter que fechar as portas mais uma vez. Neste contexto, o marketing de afiliados apresenta uma rara oportunidade para os anunciantes combinarem performance com um meio que lhes permita transmitir verdadeiramente a mensagem e os valores de suas marcas, em um momento tão delicado para toda humanidade. Segundo Tanisho, para impulsionar os resultados, é necessário ver os afiliados como parceiros, garantindo que a escolha deles se adeque às campanhas, de modo que público e agenda estejam alinhados.

Entre os desafios para 2021, está, também, o avanço da regulamentação da LGPD (Lei Geral de Proteção de Dados) no Brasil. Os cookies de terceiros têm sido a espinha dorsal da publicidade online, permitindo que os anunciantes avaliem o sucesso de suas campanhas e aprimorem o direcionamento, ao mesmo tempo que ajudam os afiliados a monetizarem seus conteúdos. A confiabilidade dos cookies de terceiros, no entanto, diminuiu nos últimos anos, devido a recursos de privacidade aprimorados e software de bloqueio de anúncios.

Com a implementação completa da LGPG, outras formas de utilização de dados se tornarão ainda mais importantes, como segmentação probabilística e contextual mais sofisticada. Além disso, os dados compatíveis se tornarão uma valiosa fonte única de informações.  “Os anunciantes precisarão trabalhar de maneira mais inteligente para impulsionarem a performance, oferecendo anúncios direcionados com precisão e uma jornada do consumidor o mais simplificada possível”, acredita Anthony Capano, diretor executivo internacional da Rakuten Advertising.

Outro ponto relevante para 2021 é a adaptação das estruturas de comissionamento. Elas terão papel crucial na condução do desempenho dos afiliados, permitindo que os anunciantes os recompensem de forma flexível, incentivando-os a apoiar os principais objetivos de negócios das marcas, de forma transparente. Por exemplo, com o uso de uma ferramenta como o Comissionamento Dinâmico, que permite que os anunciantes paguem uma comissão por uma variedade de fatores diferentes, entre eles se o cliente é novo ou antigo, além de fatores como preço ou tipo de produto.

Quer saber mais sobre como sua marca pode trabalhar com a Rakuten Advertising em 2021? Acesse https://rakutenadvertising.com/pt-br/anunciantes/ para falar com nossos especialistas.