Black Friday confirma perfil resiliente de afiliados, superando com crescimento de 76% nas vendasPela primeira vez, vimos a junção de duas datas importantíssimas para o comércio brasileiro: a Copa do Mundo e a CyberWeek, que junta a Black Friday com a Cyber Monday. Enquanto diversos players do varejo tradicional e do e-commerce tiveram dificuldades para gerar resultados de Black Friday, aqueles que optaram pela estratégia de afiliados triunfaram. A chamada “Super Black Friday” confirmou que os internautas estão mais entusiasmados em adquirir produtos recomendados de forma personalizada, dentro de conteúdos que eles escolhem consumir conforme seus interesses.

Para monitorar a performance do segmento na Cyber Week tanto no Brasil quanto no exterior, reunimos neste site dados bem interessantes que permitem acompanhar em tempo real os picos nas vendas.

Somente na sexta-feira da Black Friday (25/11), a Rakuten Advertising registrou altas de +76% nas vendas; +64% no ticket médio; +52% no volume de cliques; e +32% no volume de pedidos – considerando sempre a demanda estimulada por anúncios. Já as verticais com maior destaque foram itens de informática (+1.031% nas vendas), telecomunicações (+612%), eletrônicos (+402%), lojas de departamento (+277%), itens esportivos (+209%), eletrodomésticos (+116%), beleza e cosméticos (+106%), itens para o carro (+57%), lojas de luxo (+55%) e vestuário e acessórios (+52%).

 

Planejamentos garantem resultados de Black Friday positivos

Esses bons resultados de Black Friday são frutos de ações que começaram ainda no início de novembro. Aqueles que souberam trabalhar as estratégias para os períodos de pico de vendas viram os números crescerem logo no início do mês, ainda no Dia dos Solteiros (11/11). A quinta-feira pré-Black Friday e o final de semana pós, também captaram resultados de Black Friday ainda mais positivos do que a própria sexta-feira (25/11), superando os números registrados em 2021.

Somente na quinta-feira (24/11), a Rakuten Advertising registrou aumento de +98% no ticket médio e de +68% no número de vendas em relação a 2021. Já no sábado (26/11), houve alta de +69% no número de pedidos; +56% em cliques; +90% no ticket médio; e +149% em vendas, sempre por meio de anúncios na rede de afiliados.

Já no domingo (27/11), o avanço foi de +57% no número de pedidos; +30% no número de cliques; +50% no ticket médio; e +80% nas vendas.

Luiz Tanisho, vice-presidente da Rakuten Advertising no Brasil, reforça que, mesmo em um cenário de instabilidade econômica, o brasileiro que já está acostumado a consumir nesse período não deixou de aproveitar os descontos, ainda que de outras maneiras – agora fazendo maior uso de conteúdos curados, cupons de desconto e cashback e impulsionando resultados de Black Friday via afiliados.

“Em meio às incertezas de mercado, o marketing de afiliados se mostra uma estratégia resiliente que apoia as vendas online e protege as receitas dos anunciantes, especialmente do e-commerce. Os números desse segmento para a Black Friday confirmam essa tendência”, diz o executivo.